Documento aprovado por maioria com a abstenção do único vereador do PSD

O Executivo Municipal de Vila Nova de Poiares, em reunião extraordinária, aprovou por maioria com a abstenção do vereador do PSD e os votos favoráveis dos vereadores eleitos pelo PS a proposta de Orçamento e Grandes Opções do Plano para 2019, que totaliza 12.566.097 euros.
O valor do Orçamento para 2019 representa um aumento de 2 milhões de euros face ao valor de 2018, explicados pelo conjunto de investimentos que já estão em curso mas que transitarão para 2019, e que serão alvo de financiamento, sendo por isso identificados no orçamento do próximo ano.

Serviço de Dívida consome fatia superior a 1 milhão de euros

A redução do endividamento continua a ser uma das principais apostas do Executivo Municipal, razão pela qual os custos com o serviço de dívida representam um valor superior a 1 milhão de euros.
A requalificação do Mercado Municipal, com uma dotação de quase 1 milhão euros (991.000€) e a Zona Industrial, com a 1ª fase da infraestruturação do Pólo II, consumindo mais de 500 mil euros em 2019 (obra com financiamento aprovado e cujo valor global ascenderá a perto de 2 milhões de euros), serão outros dos grandes investimentos.
A recuperação das estradas degradadas e a pavimentação de estradas em zonas habitacionais ainda não pavimentadas é outra das grandes apostas, representando quase meio milhão de euros.
O Orçamento para 2019 é ainda condicionado pelos incêndios de 2017, na medida em que contempla um conjunto de ações previstas que se traduzem em quase um milhão de euros, grande parte já comprometidos e emfase de execução, mas que necessariamente transitam para 2019.

Na apresentação do Orçamento para 2019, o Presidente da Câmara Municipal fez questão de deixar bem clara «a intenção de manter a nossa linha condutora, dando continuidade à implementação de uma gestão sustentável, centradas nas pessoas, procurando a melhoria da sua qualidade de vida e do seu bem-estar económico e social, sem colocar em causa a sustentabilidade das finanças municipais e o equilíbrio inter-geracional».
«Este é sem dúvida um bom orçamento, de continuidade e que devolve esperança às pessoas, dando-lhes a confiança de que cada vez é melhor viver em Poiares», concluiu.
O documento foi aprovado com abstenção do único vereador do PSD, Pedro Coelho, que referiu concordar com algumas das medidas e discordar de outras, optando pela abstenção.