EM ATUALIZAÇÃO

caixa negra do avião da Ethiopian Airlines que caiu este domingo foi recuperada pelos investigadores no local da queda, em Bishoftu, a 42 quilómetros de Adis Abeba.
A informação foi avançada pela televisão estatal etíope.

A caixa negra poderá ajudar os investigadores a entender melhor o que causou o acidente. Segundo a Reuters foi possível recuperar tanto a gravação digital como a da voz do piloto. No entanto, à Associated Press, um responsável da companhia aérea, sob condição de anonimato, revelou que a caixa está parcialmente danificada e que vão “ver o que se pode recuperar”. Os esforços para encontrar os registos têm sido complicados pelo difícil acesso ao local, bem como pelo facto de o impacto ter feito os destroços ficarem espalhados numa área de grandes dimensões – um ‘poço’ de 10 metros de profundidade e 50 metros de diâmetro.

O Boeing 737 MAX 8 com destino a Nairobi caiu seis minutos depois de ter levantado voo de Adis Abeba, com 157 pessoas a bordo – 149 passageiros e oito tripulantes. As causas do acidente ainda não são conhecidas, mas este é o segundo acidente envolvendo um Boeing 737 MAX. O primeiro ocorreu ao largo da costa da Indonésia, em circunstâncias semelhantes, em 29 de dezembro, e resultou também na morte de todos os ocupantes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here