O Tribunal Arbitral do Desporto vai analisar a 15 de Novembro o apelo do velocista jamaicano Nesta Carter quanto à desqualificação de doping em Pequim2008, que pode ditar a recuperação do ouro para Usain Bolt.
Numa reanálise à amostra de urina feita durante os Jogos Olímpicos, Nesta Carter acusou dimetilamilamina, um estimulante na lista negra da Agência Mundial Antidopagem (AMA).
A amostra de Carter, uma das 454 reanalisadas pelo Comité Olímpico Internacional (COI) sobre Pequim2008, não retirou apenas a medalha ao jamaicano, bem como aos seus compatriotas Usain Bolt, Michael Frater e Asafa Powell, que completavam a equipa de 4×100 metros campeã olímpica, com recorde mundial em 37,10 segundos.
Consumada a desclassificação da Jamaica, o pódio será composto por Trinidad e Tobago, Japão e Brasil.