Patrick Morais de Carvalho, presidente do Belenenses, apresentou terça-feira José Taira como diretor desportivo do clube no caminho da refundação.

«Este é o primeiro dia do resto da vida do Belenenses.» Foi desta forma que o presidente lançou a nova equipa azul, que irá começar a competir na 1.ª Divisão da AF Lisboa.

«Para nós era importante ter uma equipa de futebol sénior, porque sentimos a necessidade de garantirmos um contexto competitivo aos atletas oriundos da nossa formação. O caminho que escolhemos é este, o da refundação», frisou Patrick Morais de Carvalho, que, inevitavelmente, voltou a ser questionado sobre o litígio clube-SAD, prometendo lutar para que a Assembleia da República mude as leis das SAD. Ou seja, continua empenhado em que apenas o clube e não a equipa profissional na Liga utilize a marca, nome e símbolos do Belenenses.

«Estamos na divisão distrital, mas não somos uma equipa de distrital, com todo o respeito por todos aqueles que serão os nossos adversários», realçou.

Já José Taira está empenhado em cumprir o (difícil) objetivo de chegar à Liga em apenas cinco anos: «Não é uma tarefa fácil. Acredito ser possível, mas estamos preparados para resvalar e não conseguir fazer tudo em cinco anos.»