Uma intensa explosão foi sentida no interior da esquadra de Helsinborg, mas não houve feridos nem vitímas mortais.
A polícia sueca não adiantou ainda quais as causas da explosão ocorrida na esquadra de Helsinborg. Dan Eliasson, um polícia local, refere-se à explosão, que originou múltiplos danos materiais, como um “ataque contra a sociedade”.
Para além dos danos assinalados no edifício da esquadra sueca, dezenas de janelas partiram-se nos edifícios circundantes, aquando da explosão.
Ninguém reivindicou a responsabilidade pela explosão que sucedeu a cerca de 50 quilómetros do norte de Malmo, a terceira maior cidade sueca.
Nos últimos anos, disputas suburbanas entre gangs criminosos têm aumentado nas grandes cidades da Suécia. A explosão não está a ser investigada como ataque terrorista.