Pode ainda não ser decisivo, mas o jogo desta terça-feira com a Suíça acontece numa altura em que os sub-21 de Rui Jorge precisam urgentemente de somar vitórias.

Cinco pontos perdidos em dois jogos deixam Portugal em posição delicada, mesmo tendo em conta que a equipa tem menos dois jogos disputados do que o trio da frente do grupo 8. O formato do apuramento não dá margem para muitos mais erros, e novo deslize em Paços de Ferreira deixaria Portugal a precisar de algo próximo de um milagre.

Voltar a jogar em casa pode ser determinante. Paços de Ferreira é o palco do duelo, depois de duas deslocações infelizes, e a qualidade da equipa lusa continua a ser inegável, mesmo tendo em conta as ausências de jogadores importantes (Rúben Neves e Gonçalo Guedes) que rumaram aos amigáveis da equipa A.

Uma partida de futebol tem 90 minutos e é necessário manter a concentração do início ao fim. É um cliché, mas aplica-se por completo a esta equipa portuguesa, que não tem conseguido manter o mesmo nível ao longo dos encontros.

Rui Jorge já deu provas mais do que suficientes da capacidade de fazer as suas equipas controlar os encontros e subjugar os adversários. É quase essencial voltar a fazê-lo esta terça-feira.

Face a mais um jogo menos conseguido na Roménia, é possível que Rui Jorge mexa na equipa. O meio-campo não se conseguiu impôr a nível ofensivo e no banco há opções como Bruno Xadas ou Gil Dias que podem trazer algo diferente à equipa enquanto titulares.

Por outro lado, também a defesa pode sofrer uma ou outra alteração, surgindo por exemplo Fernando Fonseca como candidato à vaga que foi ocupada por Diogo Dalot na Roménia. Sejam quem forem os escolhidos, apenas a vitória pode estar na cabeça dos jovens lusos.

Encontro ás 17:30 no Estádio Capital do Móvel em Paços de Ferreira, com relato na Mundial FM.