Pelo menos dois palestinianos morreram nos bombeamentos do exército israelita desta madrugada contra as forças militares do movimento islâmico Hamas na Faixa de Gaza, num total já de quatro vítimas mortais nos confrontos, revelaram autoridades palestinas.
O Governo de Israel informou que, “em resposta aos mísseis lançados contra as comunidades israelitas na sexta-feira, a aviação militar bombardeou [esta madrugada] quatro edifícios da organização terrorista do Hamas na Faixa de Gaza”.
Segundo a mesma informação, os bombardeamentos afectaram fábricas e armazéns de armas e um complexo militar, visando “afectar atingir muitas pessoas”.
Os confrontos aconteceram após um “dia de raiva” em que milhares de palestinianos entraram em confronto com as forças israelitas para protestar contra a decisão unilateral do Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de declarar Jerusalém capital de Israel.

Liga Árabe debate decisão dos EUA sobre Jerusalém

Os ministros dos Negócios Estrangeiros da Liga Árabe reúnem-se este sábado de emergência no Cairo, Egipto, para discutir a decisão dos Estados Unidos de reconhecer Jerusalém como capital de Israel.
Em causa está uma reunião solicitada pela Jordânia, após um pedido da Palestina, depois de o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ter comunicado a vários líderes árabes a intenção de mudar a sua embaixada de Telavive para Jerusalém.