O secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes, esteve no Fundão para se inteirar da situação dos incêndios. O Governante disse que não tem dúvidas de que há mão criminosa em muitos dos incêndios deste verão:

A convicção do secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes, relativamente ao número de incêndios que têm deflagrado este verão, sobretudo á noite. Entretanto, a GNR de Idanha-a-Nova, em Castelo Branco, deteve um jovem de 19 anos, ontem, por suspeitas de atear vários fogos na localidade. Em comunicado enviado às Redações, a Guarda Nacional Republicana adianta que os militares deslocaram-se ao local do incêndio florestal, tendo de imediato encetado diligências que permitiram identificar e deter o suspeito como sendo o presumível autor da ignição. O jovem ficou sujeito a termo de identidade e residência e será presente a tribunal. Por sua vez, a Polícia Judiciária, numa ação conjunta com a GNR de Lamego, deteve uma mulher alegadamente responsável por dois incêndios florestais ocorridos no passado dia 5 de agosto, em Nespereira, Cinfães. Em causa estará um quadro de desequilíbrio mental e o fogo terá sido provocado com recurso a fósforos. A mulher tem 48 anos e é agricultora. Irá agora ser ouvida pela justiça para que lhe sejam aplicadas as medidas de coação. Até agora, a Polícia Judiciária já identificou e deteve 61 pessoas pela autoria do crime de incêndio florestal. No que toca à situação dos incêndios a esta hora, a página da Autoridade Nacional de Proteção Civil da conta de um total de 45 ocorrências. Destas, 6 mantém-se ativas, nos distritos de Santarém, Vila Real e Castelo Branco, 7 estão em fase de resolução e 32 em fase de conclusão. No terreno estão mais de 2.400 operacionais, auxiliados por 650 meios terrestres e 20 meios aéreos. No distrito de Coimbra, há cinco incêndios, todos em fase de conclusão.