Rui Vitória vai precisar de onze bravos do pelotão para sair com vida – entenda-se com possibilidades de continuar na Liga dos Campeões- de Munique. E o treinador precisa, também, de velocistas para ganhar – Cervi e Rafa saltam para a linha da frente com o objetivo de dar rapidez ao ataque, quais patinadores no gelo de Munique.

Deles dependerá muito a criação de oportunidades de golo, que deverão ter em Jonas o finalizador, embora Seferovic possa ser opção se o treinador decidir ter um apoio mais fixo na área. Não foi isso, porém, que sugeriu na conferência de imprensa. De resto, haverá poucas dúvidas. Vlachodimos na baliza, com André Almeida, Conti, Rúben Dias e Grimaldo na defesa. Meio-campo reservado para Fejsa (descansou com o Arouca), Pizzi e Gedson.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here