A eliminação do Manchester United da Liga dos Campeões diante do Sevilha pode ter causado danos irreversíveis na relação entre José Mourinho e a administração do clube de Old Trafford. De acordo com a imprensa britânica, é o Paris Saint-Germain quem planeia tirar dividendos de um eventual divórcio entre as partes. Mourinho já foi apontado por diversas vezes ao leme do clube francês e, com a saída de Unai Emery a ganhar forma do lado parisiense, voltam os rumores de uma possível aproximação.

No entanto, torna-se importante recordar que o treinador português renovou recentemente contrato com os “red devils”, estando vinculado ao United até 2020.