A população em Portugal diminuiu em 2017, pelo nono ano consecutivo, uma vez que o número de mortes continua a ser superior ao de nascimentos, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística, hoje divulgados.

Em 2017, nasceram com vida (nados-vivos) 86.154 crianças de mães residentes em Portugal, menos 972 crianças relativamente ao ano anterior, o que representa um decréscimo de 1,1%.
Do total de nados-vivos, 54,9% nasceram “fora do casamento”.
O total de óbitos de pessoas residentes em território nacional foi de 109.586, representando uma redução de 0,9% (menos 987 óbitos) face a 2016.
Do total de óbitos, 54.987 foram de homens e 54.599 de mulheres e 85% das mortes foram pessoas com 65 e mais anos de idade.