Pode estar para muito breve o fim do legado de Arsène Wenger no comando do Arsenal, clube onde está desde 1996.

Segundo o Corriere Dello Sport, o italiano Carlo Ancelotti, sem trabalho desde que deixou o Bayern em setembro de 2017, já terá assinado um pré-acordo com a direção do Arsenal para suceder ao gaulês em 2019, altura em que termina o contrato de Wenger.

O vínculo teria a duração de quatro temporadas à razão de 10 milhões de euros anuais.