O treinador do Vitória de Setúbal irá, ao que tudo indica, continuar no cargo. A derrota caseira contra o Desportivo das Aves e as palavras do técnico no final da mesma, pedindo «uma reflexão», colocaram a nu uma situação mais instável.

O técnico estaria em rutura com vários elementos da direção e as duas partes estiveram reunidas para equacionar todos os cenários, sendo que o treinador estaria tentado a sair por desacordo.

Porém, as mesmas ajudaram a minimizar as divisões e surgiu um grande aliado para a continuidade do treinador: o grupo de trabalho estava por completo com José Couceiro e esse aspeto sensibilizou-o.

Por isso, o mais certo é que o treinador continue e enfrente um ciclo de jogos muito complicados: dois jogos seguidos no Estádio da Luz com o Benfica (o terceiro também podia acontecer, para a Taça da Liga, mas deve ser adiado), uma receção ao Vitória de Guimarães e outra ao FC Porto.