O pai do internacional português Pepe (Besiktas) revelou que o defesa-central teve muitos problemas quando dava os primeiros passos no futebol e poderia ter mesmo abandonado esse sonho e seguido a carreira de taxista.

«Uma pessoa influente da Imprensa brasileira pediu para que Pepe fosse vetado do futebol. Um rapaz apenas com 13 ou 14 anos de idade… O futebol era muito difícil nessa altura e não queria ver o meu filho acabado. Então disse-lhe “Vamos até onde o futebol permitir. Se não conseguirmos, não fiques preocupado. Tenho um carro, vendemos e compramos um táxi para que conduzas. Terás emprego”», afirmou Anael, em declarações à Globo Esporte.