Não foi um encontro de urgência, apenas de preparação para a nova temporada. Foi desta forma que Pedro Proença, presidente da Liga, classificou a reunião desta tarde com João Paulo Rebelo, Secretário de Estado da Juventude e do Desporto. O tema da violência foi um dos assuntos abordados, ainda que nada tenha sido motivado pelos recentes incidentes da Academia de Alcochete.

«Esta reunião não é reflexo do que aconteceu nos últimos dias. Têm acontecido em anos anteriores, são sempre de preparação das novas épocas, aconteceu agora, obviamente coincidiu com os factos que não foram nada positivos. Mas não foi esse o tema que motivou esta reunião», disse o líder máximo da Liga, não escondendo, porém, a preocupação pelos episódios que envolveram os jogadores e equipa técnica do Sporting:

«Estivemos numa reunião de preparação para a nova época. Estamos preocupados com aquilo que tem acontecido, nomeadamente nas últimas semanas, e portanto é um trabalho de colaboração, no qual existem matérias nomeadamente a Lei da Violência que preocupa muito a Liga. Viemos colocar a nossa sensibilidade ao próprio Secretário de Estado.»

As claques de futebol também foram assunto que gerou muita discussão com o Governo:

«Esse é um tema absolutamente fundamental: a questão da regulação das claques. Temos também já feito as nossas propostas. Estamos em sintonia com aquilo que é a pretensão do Governo. Acredito também que os grupos parlamentares vão acompanhar aquilo que são as nossas preocupações e portanto estamos a fazer um trabalho no qual queremos que a próxima Lei de Violência seja absolutamente estrutural e que possa resolver estes problemas que têm acontecido.»