O português é o novo treinador dos chineses do Tianjin Quanjian, substituindo Fabio Cannavaro, que acabou a época no terceiro lugar.

O italiano saiu do comando técnico da equipa de Alexandre Pato e Axel Witsel e é agora substituído pelo português, que tentará chegar ao título na próxima época e bater uma concorrência que tem o campeão Guangzhou Evergrande e o Shanghai SIPG, de André Villas-Boas.

Sem treinar desde que deixou a Fiorentina no verão passado, o português tinha sido apontado com insistência ao Milan, uma hipótese que assim cai por terra.