Numa organização conjunta da Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos e da Associação Portuguesa de Engenharia e Gestão da Saúde, realizou-se ontem, em Coimbra, o primeiro debate de 2019, subordinado ao tema ‘Hospitalização ao domicílio: Mito ou Realidade?’. A sessão contou com a participação do Coordenador Responsável pela Implementação e Dinamização das Unidades de Hospitalização Domiciliária do Ministério da Saúde, Delfim Rodrigues, para quem a hospitalização em casa é a melhor alternativa à hospitalização clássica e explica porquê:

Este responsável adiantou ainda quais as metas que se pretendem atingir em 2019:

O presidente da Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos, Carlos Cortes, destaca a importância do tema que esteve em debate:

Para Carlos Cortes, o novo projeto do SNS só poderá passar à prática com mais recursos humanos, o que constitui um desafio para a nova ministra da Saúde:

O presidente da Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos falou ainda sobre a greve cirúrgica dos enfermeiros, que já levou ao adiamento de mais de mil operações em Coimbra:

Relativamente ao tema do debate ‘Hospitalização ao domicílio: Mito ou Realidade?”, Carlos Cortes definiu assim a sua posição:

Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos debateu ontem a “Hospitalização ao domicílio: Mito ou Realidade?”. Foi o primeiro debate de 2019, no qual participaram representantes de vários hospitais da região.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here