O número de mortos nas estradas portuguesas subiu, nos primeiros cinco meses do ano, relativamente ao período homólogo, bem como o número de feridos graves, apesar de se terem registado menos acidentes, segundo dados provisórios oficiais.
De acordo com o último balanço da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária, entre 1 de Janeiro e 31 de maio deste ano, morreram 192 pessoas nas estradas portuguesas, mais dez do que no mesmo período do ano passado. No mesmo espaço temporal foram registados 802 feridos graves, mais 73 do que nos primeiros cinco meses de 2018.
A ANSR indica também que 16.114 pessoas sofreram ferimentos ligeiros, mais 551 do que em igual período do ano passado. Entre 1 de Janeiro e 31 de maio deste ano registaram-se 52.737 acidentes, menos 59 do que em igual período do ano passado. Entre 1 de Junho de 2018 e 31 de maio de 2019, o distrito com maior número de mortos resultantes de acidentes foi o do Porto (com 60), seguido de Setúbal e Lisboa (53), Aveiro (41) e Leiria (39). Os dados da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária dizem respeito aos mortos cujo óbito foi declarado no local do acidente ou a caminho do hospital.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here