Numa mensagem de Natal publicada no Jornal de Notícias, o Presidente da República sublinhou que há uma necessidade maior de lembrar, neste Natal, todas as pessoas que foram vítimas dos incêndios de Junho e de outubro.
A mensagem tem um conteúdo solidário, e além das vítimas deste ano, Marcelo relembrou que houve outros que também sofreram em incêndios no passado, mas que o facto de ter sido uma “inesperada intensidade de duas tragédias tudo o mais sobrelevou”.
“Acompanhar e apoiar a sua saga desde então e no refazer do futuro é essencial”, sublinhou o Presidente.
Na mensagem, Marcelo indicou ainda que o risco de a “alegrias de muitos”, pode fazer esquecer a “pena de outros tantos”, pelo que “onde a presença física não for possível, que chegue uma palavra, , um aceno, um pensamento”.
O chefe de Estado fez questão de deixar uma palavra solidária a todos os que foram afetados pelos incêndios, que devastaram Portugal durante este verão e que tiraram a vida a mais de 100 pessoas e feriram cerca de 350.