Morreu o capitão da Fiorentina, Davide Astori. Tinha 31 anos. Astori terá morrido, enquanto dormia, de “causas naturais, na sequência de uma paragem cardiorrespiratória”, disse hoje o procurador da República de Udine ao jornal Corriere dela Sera.

“Parece que o jogador morreu devido a uma paragem cardiorrespiratória, de causas naturais” disse Antonio Nicolo, admitindo ser “estranho que tal aconteça a profissionais tão monitorizados e sem quaisquer sinais de risco”.

Segundo o jornal Marca, o jogador foi encontrado morto no quarto de hotel onde estava hospedada a equipa antes do jogo frente à Udinese, marcado para esta tarde. O clube avançou que terá sido vítima de “doença súbita”. Não se conheciam problemas de saúde prévios.

Os primeiros sinais de alarme surgiram de manhã, quando os colegas estranharam que Davide não descesse do quarto de hotel para tomar o pequeno-almoço. Após algumas tentativas de o contactar pelo telefone, os colegas e a equipa técnica da Fiorentina perceberam que algo não estava bem. Astori foi encontrado morto pelo massagista e os relatos são de que o corredor do hotel se encheu de colegas em choque, a chorar a morte do atleta.

“A Fiorentina, profundamente chocada, vê-se obrigada a comunicar que morreu o seu capitão Davide Astori, vítima de doença súbita. Devido à situação terrível e delicada, e especialmente por respeito à família, apela-se à sensibilidade de todos”, comunicou o clube através do Twitter.