O ministro dos Negócios Estrangeiros já reagiu às palavras do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, que acusa Portugal de ter sabotado o Natal naquele país sul-americano, ao não entregar encomendas de pernil de porco. Augusto Santos Silva já falou sobre o assunto do dia e garantiu, em declarações à rádio TSF, que o Governo português não tem poder para sabotar o pernil:


A reação do Governo em relação ao pernil de porco acontece depois de Nicolás Maduro ter vindo a público acusar Portugal de ter sabotado a chegada do produto à Venezuela, devido à influência dos americanos. Numa altura de crise e falta de alimentos no país, Maduro prometeu dar a milhões de famílias venezuelanas um cabaz de natal, que devia incluir pernil de porco e outros alimentos. A promessa não foi cumprida e o Presidente da Venezuela acusou Portugal de ter colocado o governo em apuros. Por toda a Venezuela, em especial em Caracas, foram centenas as pessoas a sair à rua para reclamar a falta de pernil e mais alimentos no Natal. O bloqueio à gasolina também foi ponto de discórdia, com os venezuelanos a pedirem mais direitos.