O Ministério Público determinou a instauração de um inquérito relacionado com as alegadas agressões aos formandos da GNR, confirmou fonte da Procuradoria-Geral da República.
Esta decisão surge depois do Jornal de Notícias ter noticiado a existência de um vídeo do incidente, que terá sido filmado por um alferes, a pedido de um familiar seu que estava a frequentar o curso. Perante as circunstâncias, este domingo o Ministério da Administração Interna ordenou à Inspeção Geral da Administração Interna a abertura de um inquérito sobre alegadas agressões.
Em causa estará o facto de cerca de dez formandos do 40.º curso do Centro de Formação da GNR, em Portalegre, terem alegadamente sofrido graves lesões e traumatismos durante o módulo curso de bastão extensível. Situações que obrigaram algumas da alegadas vítimas a recorrer a unidades hospitalares, onde foram submetidas a intervenções cirúrgicas. A GNR também confirmou a ocorrência, através do Comando Nacional, indicando que foi determinado um processo de averiguações.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here