A Assembleia Municipal da Mealhada aprovou as Grandes Opções do Plano e o Orçamento para 2018.
O orçamento, que ultrapassa os 19 milhões de euros, contempla diversos investimentos em importantes infraestruturas e equipamentos coletivos, como a requalificação e valorização da Mata Nacional do Bussaco, com a Recuperação do Convento de Santa Cruz e das Capelas dos Passos da Via-Sacra; as requalificações da Escola Secundária da Mealhada e dos jardins-de-infância de Casal Comba, Carqueijo e Canedo; o regadio tradicional do Luso, Vacariça, Mealhada e Santa Cristina; as obras na ETAR da Mealhada; o fecho de redes de saneamento e ligação de sistemas de abastecimento de água e o cadastro das infraestruturas nos sistemas em baixa de abastecimento de água e águas residuais.
Foram também aprovadas as propostas do Executivo relativas à participação variável de IRS, Derrama, IMI e a isenção temporária do pagamento da taxa de ocupação de subsolo com condutas de gás natural, atualmente fixada em um euro, por um período de três anos.