As Câmaras do Porto, Gaia e Matosinhos prepararam planos de intervenção para os próximos dias, prevendo agravamento do estado de tempo, com ondas a atingirem os 14 metros de altura.
A Proteção Civil Municipal do Porto avisou esta quarta-feira, via página online da câmara, para “a existência de previsões que apontam para um agravamento das condições meteorológicas nos próximos dias, nomeadamente, um aumento da agitação marítima, chuva e vento por vezes forte”.
O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) decretou já o alerta vermelho para o distrito do Porto por causa das previsões de aumento significativo da agitação marítima entre as 15 horas e as 23.59 horas de quinta-feira, com ondas que podem atingir os 12 a 14 metros de altura máxima.
O mau tempo vai obrigar ao corte da Avenida D. Carlos, na Foz do Douro, durante os próximos dois dias e a proteção civil do Porto “desaconselha a circulação e permanência junto à zona costeira e apela a que não se pratique qualquer atividade relacionada com o mar”.
Mais a norte, a Proteção Civil de Matosinhos tem já preparado um plano de prevenção que será ativado consoante a necessidade, estando agendada para quinta-feira de manhã uma reunião com todas as forças de segurança para avaliar a eventual aplicação do plano que prevê o corte ao trânsito da marginal de Matosinhos, Leça, praias da Memória, Marreco e Paraíso.

A Polícia Municipal de Gaia está de pré-aviso caso surja a necessidade de intervir e cortar algumas ruas à circulação e a Proteção Civil Municipal vai estar a monitorizar a situação a partir da parte da tarde.
Também em alerta está a Direção Municipal de Infraestruturas da Câmara de Gaia.
Os Sapadores Bombeiros de Gaia têm mesmo um número de telefone disponível para qualquer emergência: 707 242 400.