O escritor português Manuel Alegre é o vencedor do Prémio Camões 2017, foi anunciado ontem na Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro, após reunião do júri. Esta é a 29.ª edição do Prémio Camões e o júri foi constituído por Paula Morão, professora catedrática da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa; Maria João Reynaud, professora associada jubilada da Faculdade de Letras da Universidade do Porto; Leyla Perrone-Moisés, professora emérita da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo; José Luís Jobim, professor aposentado da Universidade Federal Fluminense e da Universidade do Estado do Rio de Janeiro; Lourenço do Rosário, reitor da Universidade Politécnica de Maputo e pelo poeta cabo-verdiano José Luís Tavares. A distinção de Alegre já mereceu elogios de várias personalidades, como Ferro Rodrigues, Presidente da Assembleia da República; Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República e António Costa, Primeiro-Ministro, entre outras