Mais de metade dos portugueses têm, pelo menos, uma doença crónica, uma ocorrência mais frequente nas mulheres, nas pessoas com menos escolaridade e nos idosos, segundo dados do Inquérito Nacional de Saúde com Exame Físico. De acordo com os dados do inquérito, realizado pelo Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge, divulgados a propósito do Dia Mundial do Doente, assinalado hoje, 3,9 milhões de pessoas reportaram ter pelo menos uma doença crónica das citadas numa lista de 20 doenças. A lista inclui doenças como hipertensão arterial, acidente vascular cerebral, diabetes, cirrose, asma, cancro e depressão, entre outras. Segundo os dados conhecidos hoje, 57,8% dos inquiridos disseram que têm alguma doença ou problema de saúde que dure há mais de meio ano ou que se espere que venha a durar mais de seis meses. Quase 20% dos inquiridos afirmaram ter uma doença crónica, 17% apontaram duas e 10,4% referiram três patologias crónicas. Nos homens, as doenças crónicas mais frequentes foram hipertensão, colesterol elevado e diabetes. Nas mulheres, as doenças crónicas mais apontadas foram hipertensão, colesterol elevado, artrose, alergia e depressão. Os indicadores apurados referem-se à população com idades entre os 25 e os 74 anos, tendo contado com a participação de 4.911 pessoas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here