Luís Freire, treinador do Mafra, admitiu que vencer o Campeonato de Portugal é um sonho tornado realidade, destacando o trabalho constante realizado pelos seus jogadores no percurso até à final. O Mafra bateu o Farense por 2-1, partida disputada no Estádio Nacional.

«É uma Taça que deu tanto trabalho, horas de treino, conversas e é um sentimento de grande alegria. Como é lógico trabalhamos sempre para conseguir dar estas alegrias [aos adeptos]. É para isto que trabalhamos no futebol. É um sonho tornado realidade», admitiu o técnico de 32 anos citado pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF), analisando depois o triunfo diante da formação algarvia:

«Foi um jogo emotivo. O Farense fez um golo quase a frio, pouco justificou o golo, que marcou numa bola parada. A minha equipa não perdeu a personalidade e não cedeu à pressão de jogar neste estádio. Quando o adversário falha a grande penalidade, o Mafra acreditou e foi mais forte emocionalmente. É o mérito dessa reviravolta com a cabeça e não só com coração. Os jogadores mostraram aqui a sua qualidade».

Tanto o Mafra como o Farense viram já confirmada a sua subida à Liga 2.

Foi o último jogo de Luís Freire ao serviço da formação do Oeste. O técnico vai prosseguir no Estoril, clube que desceu na última época ao segundo escalão do futebol português.