O presidente da Venezuela pediu aos empresários que respeitem as leis fiscais e paguem mais impostos no país para evitarem cometer crimes, dando como exemplo o processo seguido pelo fisco espanhol contra Cristiano Ronaldo, Leonel Messi ou Neymar.

«Cristiano Ronaldo partiu da Espanha porque o perseguiram por uma diferença que havia entre o imposto pago e o que deveria ter declarado. Até iam meter Cristiano Ronaldo, Messi e Neymar na cadeia», disse Maduro a alguns empresários.

«O que vos peço é que trabalhem pela Venezuela, que produzam mais arroz, mais carne, mais leite, mais sapatos, mas também que respeitem a lei», disse Maduro.

Antes de se transferir do Real Madrid para a Juventus, o jogador português regularizou um acordo com o fisco espanhol para pagar 18,8 milhões de euros.