Luís Filipe Vieira não quis comentar o facto de ter sido já identificado o pirata informático que alegadamente roubou informação ao Benfica, mas acabou por deixar alguns recados.

«Brevemente iremos falar sobre esse assunto a fundo, até porque começam a tocar-se as extremidades», referiu o presidente do clube, vincando que não pode estar constantemente a «falar na praça pública» sobre os processos que decorrem nos tribunais.

«Tenho a consciência tranquila em tudo o que fiz e há de alguém que aponte ou diga que eu subornei quem quer que seja», acrescentou, afirmando ainda: «Sinto a família benfiquista unida.»

E prosseguiu: «Tem-se falado sobre muita coisa, até brincaram com a minha saúde, alguém disse que tive amnésia. Todos sabem que nestes 15-18 anos não tive férias e o trabalho está à vista de todos – o Benfica tem um património como nunca teve, uma estratégia desportiva ganhadora e isso causa inveja a muita gente que, em vez de seguirem os nossos passos, seguem outros caminhos. Quanto mais nos atacam fora do campo, mais queremos ganhar.»

Vieira falava à saída do Estádio da Tapadinha, onde assistiu ao arranque oficial da equipa de futebol feminino na 2.ª Divisão.

«O Benfica arrancou muito bem a todos os níveis. Tivemos uma boa assistência aqui no futebol feminino. Também vamos continuar a investir bastante no voleibol e no andebol. No futebol começámos bem, atingimos o nosso principal objetivo que era a qualificação para a Liga dos Campeões e o objetivo é de reconquista», referiu, destacando ainda a conquista do título de campeão europeu da equipa de juniores de atletismo:

– Tudo foi assente na mesma estratégia da formação e todos esses atletas foram formados no Benfica e vão completar equipa A. (…) Nas Seleção A de futebol tivemos oito convocados formados no Seixal. Somos o clube que mais jovens fornece às seleções jovens, é algo inédito ter tantos jogadores nas seleções.