A Comissão de Proteção de Crianças e Jovens da Lousã (CPCJ Lousã) tem, desde o dia 26 de outubro, uma nova Presidente.
Adelina Palhota, anterior diretora do Agrupamento de Escolas da Lousã, sucede a Cristina Matos Beja que assumiu durante 5 anos a presidência da Comissão, passando agora a integrar este órgão como comissária.

Na sua intervenção, Cristina Matos Beja agradeceu “a colaboração de todas as entidades, destacando os momentos gratificantes em que foram tomadas decisões conscientes e refletidas, que resultaram na construção de projetos de vida dignos e ajustados a cada criança.”
A Presidente cessante destacou ainda “a formação pessoal e experiência profissional da nova Presidente que serão fulcrais para esta nobre missão”.

Já Adelina Palhota começou por “agradecer a confiança depositada e que está ciente da realidade complexa do sistema protetivo, apelando à consciência cívica, cidadania ativa e empenho para a construção de uma cultura de promoção dos direitos das crianças e jovens”.
Nesta tomada de posse, usou ainda da palavra, a Procuradora Adjunta do Ministério Público da Lousã, Anabela Duarte, que agradeceu à Presidente cessante toda a dedicação prestada na defesa das crianças e jovens.
Henriqueta Oliveira, em representação da Câmara Municipal, destacou “a importância do trabalho realizado pela Comissão para a consolidação da harmonia social no Concelho, destacando o trabalho realizado pela Presidente cessante e respetivos comissários e desejando à nova Presidente sucesso nas suas novas funções”.