O Instituto Português do Desporto e da Juventude puniu o líder da claque Superdragões com multa de 2.600 euros e interdição de acesso a recintos desportivos por seis meses. O cântico alusivo à Chapecoense num jogo de andebol entre o FC Porto e o Benfica é a causa apontada, mas Fernando Madureira desmente ter feito coro, repudia o cântico e anuncia recurso da decisão.
O líder da claque portista diz ainda que se trata de um ataque do IPDJ ao FC Porto:

O castigo do IPDJ impede Fernando Madureira de estar presente, desde já, no clássico com o Benfica, a 1 de Dezembro. No entanto, como a apresentação de recurso tem efeito suspensivo, o líder da claque mais representativa do FC Porto deverá poder ocupar o seu lugar na bancada Sul, do Estádio do Dragão, nessa partida.