Há mais uma vítima mortal a registar no âmbito do surto de Legionella.
De acordo com a Direção-Geral de Saúde, morreu uma mulher de 76 anos que esteve internada no Hospital São Francisco Xavier, aumentando assim para cinco o número de vítimas mortais.
Em comunicado, a DGS destaca que apesar de se ter registado mais uma vítima, as indicações epidemiológicas apontam para um abrandamento e resolução do surto, salientando que nove doentes tiveram já alta clínica. A primeira morte deste surto de Legionella aconteceu no dia 6 de Novembro, sendo que está em curso uma investigação para apurar qual a origem do foco de infeção.
A Legionella provoca uma pneumonia grave que se inicia habitualmente com tosse seca, febre, arrepios, dor de cabeça, dores musculares e dificuldade respiratória. Outros sintomas desta bactéria podem ser dores abdominais e diarreia. A infeção pode ser contraída por via aérea, através da inalação de gotículas de água ou por aspiração de água contaminada. Apesar de grave, a infeção tem tratamento efetivo.