O médio português está na segunda temporada ao serviço do Inter e, esta manhã, na Cidade do Futebol, falou sobre o facto de não estar a ser primeira opção para Spalletti.

«Contra factos não há argumentos, obviamente que queria jogar mais, como todos. acredito sempre que as coisas podem mudar e é nisso que foco o meu trabalho. Tenho a certeza que irei jogar muito mais, de uma forma ou de outra. Estou cá, tenho de, nestes dois jogos, mostrar o selecionador que faço parte deste grupo. O momento atual não tira a confiança e convicção de que posso estar no Mundial», desejou o médio.

João Mário tem sido associado a um interesse do Paris SG e não fechou a porta a uma saída de Milão no mercado que se aproxima, no sentido de procurar o tal protagonismo que não tem tido.

«Não sei, veremos. Acho que é cedo, falta algum tempo até ao mercado de transferências. Irei ver o que vai acontecer e tomarei uma decisão com noção do que é melhor para mim e do que é melhor para a minha carreira. Notícias? É normal esses rumores, notícias, mas mantenho-me sempre focado, agradeço sempre onde estou e tento sempre dar o meu melhor. Não me distraio, estou na seleção e sempre que venho cá gosto muito mais porque estou fora de Portugal e é sempre bom voltar. Nada me distrai», assegurou.