Plzen, a quarta maior cidade da República Checa, vai ficar para sempre marcada na carreira de Jorge Jesus. O treinador de 63 anos completa esta quinta-feira, na segunda mão dos oitavos de final da Liga Europa, diante do Viktoria Plzen, a meia centena de partidas na segunda competição de clubes mais importante do Velho Continente.
Uma história que começou ainda em 2007, então como treinador do Belenenses, diante do colosso Bayern Munique, quando o formato ainda era de Taça UEFA, e que se cimentou durante os seis anos que passou no comando técnico do Benfica, onde chegou a duas finais da competição, diante de Chelsea e Sevilha, sem nunca a ter conquistado.
Este é, de resto, um dos títulos que falta no palmarés de Jorge Jesus. E, com 50 jogos a completar esta quinta-feira, em Plzen, fica a apenas nove do treinador com mais partidas na história da competição: Unai Emery, técnico atualmente ao serviço do Paris Saint-Germain que, com 59 jogos na Liga Europa, conquistou-a por três ocasiões, sempre ao serviço do Sevilha.