A Autoridade Nacional do Medicamento mandou retirar do mercado vários lotes de medicamentos, contendo a substância ativa valsartan, usada no tratamento da tensão arterial elevada, porque foi encontrada uma impureza, anunciou o Infarmed.
Segundo o Infarmed, a impureza identificada no âmbito do Sistema Europeu de suspensão de medicamentos apenas foi detetada nos fármacos cuja substância ativa valsartan foi fabricada por uma empresa na China. A entidade que fiscaliza os medicamentos em Portugal explica que os Estados-membros da União Europeia, em articulação com a Agência Europeia de Medicamentos, desencadearam, como medida preventiva, a recolha dos lotes em todo o circuito da distribuição dos medicamentos potencialmente afetados.
O Infarmed recomenda aos doentes que estejam a utilizar os medicamentos afetados que não interrompam os tratamentos e que contactem o médico ou farmacêutico para prescrição ou dispensa de um ouro fármaco em substituição.
A Autoridade Nacional do Medicamento esclarece ainda que há medicamentos com a mesma substância ativa ou com valsartan associada com outra substância que não serão retirados do mercado pois não estão incluídos na lista elaborada pelas autoridades e, por isso, vão manter-se no mercado, onde existem outros medicamentos disponíveis com as mesmas indicações terapêuticas e que constituem alternativa.