Um homem de 42 anos, estrangeiro, foi detido em Portugal por presumível autoria dos crimes de homicídio qualificado e ocultação de cadáver, pode ler-se em comunicado da Polícia Judiciária enviado às redações. Os atos remontam a 1 de outubro de 2015, nas cidades do Porto e de Vila Nova de Gaia.

O detido é o principal suspeito de eventual rapto e desaparecimento de uma cidadã brasileira de 30 anos de idade, residente no Porto. O crime terá sido cometido no seguimento de uma discussão motivada por desavenças em questões financeiras decorrentes da coabitação entre ambos.

A sua saída do país levou as autoridades a emitir um mandado de detenção europeu. O suspeito foi detido a 28 de setembro pelas autoridades francesas e entregue à Polícia Judiciária portuguesa.

A PJ conseguiu então localizar o cadáver da vítima, que havia sido enterrado em Vila Nova de Gaia.