O governo italiano está à procura de jovens empreendedores, a quem tenciona oferecer 103 propriedades históricas, incluindo muitos castelos. O objetivo é impedir que estes monumentos do património nacional daquele país se transformem em ruínas, pelo que ao novo dono apenas se pede uma coisa: proatividade. Pede-se que os espaços sejam transformados em hotéis, restaurantes e outras atrações turísticas para, segundo o Ministério de Património Cultural, aliviar a tensão nas áreas mais populares do país e promover destinos menos explorados.
Segundo o The Local Italy, entre as propriedades mais atrativas está o Castello di Blera, um castelo medieval do século XI situado no topo de uma montanha em Lazio, perto de Roma, ou o belo Castello di Montefiore, do século XIII. Qualquer pessoa pode candidatar-se a explorar estes espaços durante nove anos, renováveis por mais nove, mas o governo dará prioridade a quem tenha menos de 40 anos e espera ver planos bem definidos para o futuro das propriedades a atribuir.
Para concorrer basta preencher o formulário online do projeto até o dia 26 de maio.