Com a baliza fechada por José Sá no campeonato e na Liga dos Campeões, Iker Casillas encontra na Taça de Portugal uma oportunidade para dizer que está vivo e, depois de ter sido titular frente ao Portimonense, no passado dia 17 de novembro, o espanhol deverá assumir-se na baliza no jogo com o V. Guimarães.

Se efetivamente for chamado por Sérgio Conceição, o histórico guarda-redes fica um pouco mais perto da centena de jogos pelos dragões e em condições normais atingirá essa marca jogando as competições menores que tem pela frente: Taça de Portugal e Taça da Liga. Em três anos de contrato, são números que não deslustram, embora o espanhol desejasse muito mais…

O espanhol volta assim a jogar, mas os argumentos para tirar José Sá da baliza a longo termo são muito escassos. O número 12 tem estado em bom plano e deverá manter-se firme nas competições de referência, até porque cobiça algo grande: a presença no Campeonato do Mundo. Pinto da Costa não tem dúvidas que José Sá estará entre os escolhidos para o Mundial, mas dificilmente o FC Porto terá dois guarda-redes na Rússia, atendendo a que Casillas está em baixa também na seleção.