Joan Gaspar, presidente do Barcelona entre 2000 e 2003, recusou comparar a saída do português Luís Figo do Barcelona para o Real Madrid, no verão de 2000, com uma possível transferência de Neymar do PSG para o clube madrileno.
«Não é possível comparar uma coisa com a outra. O Figo fez uma coisa…traição, foi um cobarde que traiu o Barcelona, ponto final. O Neymar saiu por dinheiro. O Real Madrid contratou um diretor desportivo e foi maquiavélico em todo o processo da saída do Figo», atirou Joan Gaspar, em entrevista à MARCA.