Com quatro jornadas concretizadas, o FC Porto tem dado continuidade à expressão ofensiva garantida no ano passado, quando fechou a época como melhor ataque, e soma já 13 golos no campeonato.

É necessário fazer viagem longuíssima no tempo para encontrar ataque tão fatalmente concretizador. Tem de chegar-se mesmo a meados do século passado, quando os dragões concretizaram 16 golos nas quatro primeiras rondas do campeonato 1951/52.

Se a marca portista revela todo o potencial na área adversária, já por outro lado a equipa deixa a desejar no plano defensivo, contabilizando cinco tentos consentidos na Liga.

A última vez que uma defensiva portista se sentiu assim tão penalizada – quatro rondas, cinco golos sofridos -, aconteceu em 1974/75, mas para chegar a um rombo ainda maior será preciso viajar no tempo até 1969/70. Nessa época, os dragões consentiram sete golos nas primeiras quatro rondas do campeonato.