O FC Porto fez uso da newsletter Dragões Diário para voltar a sair em defesa de Felipe, que mereceu, por parte dos rivais, a alcunha de ‘Felipe Vale-Tudo’, frutos de dois lances polémicos do jogador na grande área azul e branca no encontro com o Belenenses.

Os dragões escrevem que “hoje é dia de regresso ao Olival, onde Sérgio Conceição começa a preparar a receção ao Portimonense”, para a quarta eliminatória da Taça de Portugal. O técnico “não poderá contar, numa primeira fase, com uns quantos internacionais, mas poderá fazê-lo, no imediato, com Felipe”.

“O central brasileiro já fez 61 jogos com a camisola do FC Porto e mantém uma folha disciplinar impecável, à prova de qualquer ataque. Venha ele do relvado ou fora dele”, escreve o emblema azul e branco.

O FC Porto não se fica por aqui e vira holofotes para a decisão do Instituto Português do Desporto e da Juventus (IPDJ), que, esta quarta-feira, decidiu castigar Fernando Madureira devido à ação de “uma franja de adeptos, que na época passada assistia a um dos jogos de andebol entre o FC Porto e o Benfica, no Dragão Caixa, ter entoado um cântico alusivo ao acidente aéreo da Chapecoense”.

“Afinal, o IPDJ respira e deu os primeiros sinais de vida em mais de 99 dias de sono profundo para castigar Fernando Madureira, o líder dos Super Dragões, mas mantém-se cego, surdo e mudo em relação a tudo o resto. O Instituto Português do Desporto e Juventude aplicou a Madureira uma multa de 2600 euros e a interdição de acesso a recintos desportivos durante seis meses; o líder da claque não se conforma, diz que a decisão se baseia em mentiras e vai recorrer aos tribunais”, atira.