A consolidação do número de peregrinos de origem asiática que visita Fátima é um dos objectivos do Santuário, revelou hoje o reitor Carlos Cabecinhas, à margem da apresentação do novo Ano Pastoral.
Constatando que o número de peregrinos oriundos da Ásia tem vindo a aumentar nos últimos anos no Santuário de Fátima, Carlos Cabecinhas disse acreditar que será possível “consolidar esta tendência de aumento do grupo de peregrinos provenientes da Ásia”.
Depois de concluídas as comemorações do Centenário das Aparições, Carlos Cabecinha afirmou que não tem dúvidas de que o Santuário continuará a “ter particular carinho e atenção de muitos dos peregrinos a nível mundial”.
Mas admitiu que 2017 “foi um ano especial, atípico, e, por isso, não será possível replicar em termos numéricos no próximo ano o nível e a intensidade de visitas”.