O treinador da Seleção Nacional de futsal elogiou a reação da equipa, que começou os quartos de final do Europeu a perder, mas deu a volta ao resultado e acabou por golear o Azerbaijão (8-1).
«Reagimos bem, sabíamos o que tínhamos de fazer. Não era uma adversidade no primeiro minuto que nos ia afetar. Fomos construindo o resultado, aumentando a nossa confiança e diminuindo a deles. Foi bom este processo para chegar a este resultado», disse em declarações ao site da FPF.
«Cada vez acredito mais nestes jogadores, na forma como se complementam. O jogo teve a sequência desejada e que planeámos, mas superou pela entrega e concentração dos jogadores que assumiram o plano do jogo», acrescentou.
Questionado se esta goelada aumenta a responsabilidade de Portugal, Jorge Braz atirou: «Não aumenta, a nossa responsabilidade é a mesma e não fugimos dela. Sabemos o nosso objetivo e a nossa responsabilidade é sempre a mesma. Agora vamos ter um jogo muito difícil (Rússia), mas vamo-nos preparar para que caia para o nosso lado.»