Género:
Drama
Classificação:
M/12
Outros dados:
BEL/FRA, 2016, Cores, 119 min.

França, séc. XIX. Jeanne, uma jovem aristocrata, regressa a casa dos pais após concluir os estudos num convento. Com uma existência limitada à vida em clausura e a cabeça cheia de sonhos, ela tem uma visão pueril e romanceada sobre as relações humanas. Pouco preparada para a vida adulta, aceita casar-se com Julien de Lamare, por quem se apaixona e com quem espera viver uma grande história de amor. Contudo, após o casamento, ele revela-se distante, avarento e infiel. Assim se vai passando, ao longo de três décadas, a vida desta mulher. A solidão, a dor e o desencanto tornam-se as suas únicas companhias.
Em competição pelo Leão de Ouro no Festival de Cinema de Veneza – onde foi galardoado com o Fipresci – Prémio da Crítica Internacional –, um filme realizado por Stéphane Brizé (“Mademoiselle Chambon”, “Quelques Heures de Printemps”, “A Lei do Mercado”). O argumento, da autoria de Brizé e de Florence Vignon, adapta o primeiro romance de Guy de Maupassant (1850-1893), um dos mais importantes escritores em língua francesa.