O auditório do Instituto Politécnico de Castelo Branco recebe, esta quinta-feira, pelas 20.30, o Debate Público Nacional “Portagens e Parcerias Público-Privadas Rodoviárias no Contexto do Desenvolvimento Regional”. Moderado pelo jornalista António Costa, o debate, que reúne as sete entidades que constituem a comissão organizadora da “Plataforma p’la reposição das SCUT”, contará com a presença do presidente da Câmara Municipal de Castelo Branco, Luis Correia, e de dirigentes dos vários partidos com assento parlamentar, contando ainda com intervenções de Paulo de Morais, da Frente Cívica, e de Anselmo Castro, da Universidade de Aveiro. Luís Veiga, membro da Plataforma e representante dos empresários das regiões afetadas pelas portagens, refere que o debate pretende chamar a atenção para a ilegalidade e custo excessivo para o erário público da manutenção das rendas pagas aos concessionários das SCUT até 2040. Segundo este responsável, se o resgate destas rendas se realizasse ainda este ano, o Estado teria um custo de 5,5 mil milhões em vez dos 18 mil milhões calendarizados até 2040, poupando 11 mil milhões de euros. A entrada é livre, pelo que todos os interessados poderão assistir ou participar no debate.