O FC Porto entra em campo, hoje à noite, no conforto da liderança, mesmo depois de ter visto reduzida a três pontos a vantagem para o Benfica, na anterior jornada da Liga. Contexto em que defronta o Moreirense, equipa que se afirma como a sensação da prova e merecedora de todos os elogios numa campanha que até se insinua a uma vaga europeia.

Para lá do 5.º lugar na classificação, a vitória (3-1) alcançada na Luz, na primeira volta do campeonato, e o excelente desempenho registado no Dragão, no adeus à Taça de Portugal (3-4, nos oitavos de final), acentuam os perigos deste confronto com os cónegos. Donos, curiosamente, de um dos palcos mais difíceis para o campeão nacional nas últimas épocas.

A mais recente vitória dos dragões no Comendador Joaquim de Almeida Freitas, para a Liga, verificou-se em 2014/15: 2-0, com golos de Jackson e Casemiro. Depois desse desafio, há exatamente quatro anos e um dia, não foram além de dois empates: 2-2, em 2015/16, 0-0, na temporada transata, num nulo envolto em grande polémica pelo tento anulado a Waris já na compensação. Pelo meio, uma derrota (1-3) no fecho de 2016/17.

Segundo os livros do campeonato, e analisando exclusivamente os participantes desta edição, só há um destino onde os portistas não vencem há mais tempo. A maldição de Alvalade, à qual também se sujeitou o nulo do clássico realizado já em janeiro, revelou-se depois do triunfo (2-1) ali arrancado na campanha 2008/09.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here