O avançado brasileiro Jonas, 34 anos, tem em mãos proposta milionária de um clube árabe do Médio Oriente, capaz de pôr o avançado a vacilar relativamente ao futuro.
Os valores em causa são muito elevados, superiores aos que, por exemplo, levaram Carrillo a assinar pelo Al-Hilal, da Arábia Saudita, de Jorge Jesus – o peruano vai auferir um ordenado de €2,5 milhões/ano líquidos. Ou seja, muito mais do que o ordenado que Jonas ganha na Luz, clube com o qual tem contrato até junho na sequência de renovação que assinou em março de 2017.

O clube em causa não só está disposto a pagar muito de ordenado (e com um contrato de duas a três épocas) mas também admite compensar financeiramente o Benfica pela venda do passe do pistolas. A SAD receberia 14 milhões de euros para deixar sair o vencedor da última Bola de Prata (troféu que premeia o melhor marcador da Liga).