Dois homens foram detidos e um outro identificado e constituído arguido, pela Polícia Judiciária, por serem os presumíveis autores de várias explosões em caixas multibanco ocorridas entre Agosto e Outubro do ano passado. Os assaltos foram levados a cabo nas localidades de Coimbra, Condeixa-a-Nova, Alvaiázere, Maiorca e Figueira da Foz, revela a PJ em comunicado.
As detenções e a identificação foram feitas na madrugada da última quarta-feira, na zona de Coimbra, durante uma ação policial com vista ao desmantelamento do grupo criminoso.
As autoridades apreenderam ainda peças de vestuário, calçado e telemóveis. Os detidos foram presentes a tribunal tendo ficado obrigados à medida de coação de apresentações bissemanais na esquadra. Quanto ao terceiro elemento, este já se encontrava em situação de prisão domiciliária pela prática de crimes contra a propriedade.