Os companheiros de Cláudio Ramos chamam-lhe o Bloco de Gelo. Ele admite que os anos o têm tornado “mais tranquilo, dentro e fora de campo”

A equipa dos impossíveis tem na baliza Cláudio Ramos, protagonista crónico das proezas do Tondela que, em duas épocas no escalão principal, se revelou especialista a fintar a descida. À terceira, o caminho está a ser mais tranquilo e o guarda-redes acredita que a tendência é para manter. Ele sabe do que fala, como poucos: o clube e ele próprio ” subiram a pulso” desde a extinta II Divisão B: “Esta escalada é o resultado de muito trabalho”.