O Caldas (equipa da Série D do Campeonato de Portugal) venceu o Farense (Série E), por 3-2, após prolongamento (2-2 no final do tempo regulamentar), e garantiu a primeira vaga nas meias-finais da Taça de Portugal.

Emoção, golos e incerteza no resultado até final. Teve de tudo o encontro entre equipas do Campeonato de Portugal na prova rainha.

Mas foi preciso esperar pela segunda parte para ver funcionar o marcador no Campo da Mata.

Marcou primeiro o Farense, aos 48 minutos, por Livramento, pertencendo a Januário, aos 56, o golo que devolveu a igualdade ao Caldas.

Aos 62 minutos, o mesmo Livramento recolocaria os visitantes em vantagem, que seria desfeita à passagem do minuto 71, por intermédio de Pedro Emanuel.

No prolongamento, aos 98 minutos, Neca recebeu ordem de expulsão, por acumulação de amarelos, e deixou o Farense em inferioridade numérica.

Com mais um homem em campo, logrou o Caldas colocar-se pela primeira vez na frente do marcador, graças a um golo de Pedro Emanuel, aos 115 minutos, decisivo para o desfecho da partida.

O Caldas garante, assim, a primeira vaga nas meias-finais da Taça de Portugal, onde defrontará o vencedor do Rio Ave-Aves.